| Eu por mim |

Rio de Janeiro
35 anos
capricorniana
mãe do Jota
FELIZ
bem-resolvida




| É passado... |


Post Verdade
Faxina
Um pedacinho de Victor Hugo
Frase do dia
It's over
Vapt Vupt
Muito obrigada, e até a volta!
Quintana
Para minha mãe
Observatórios captam colisão de galáxias


| Arquivos |


Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Julho 2006
Outubro 2006
Novembro 2009
Dezembro 2009


| Tô aqui também |

Reunião de Blogs
Metendo o Pau!


| Tops |

Aposentados
Bobby Bishop
Cafajeste (quase) Arrependido
Doutores da Alegria
Maldita Honey
Malvados
MusicalMente
Neurons & Shits
O que me define?
Pensar Enlouquece
Ponto Cego
Porta Curtas
Queer Closet
Quem no cosmos?
Se minha cama falasse...
Sopa de Letrinhas
Vai Chegando
ZeroK Begins





| A música do momento |


Ronald is Assassin
Search the Key

Fuck your health, fuck your body
Your life for me is not nothing
I want to vitiate you with my food

Come to hell with me
I love see you so heavy
Don’t see me like assassin
I am Ronald Mc`Donald and
I am just making my job

Please, come eat my delicious potato
Please, come eat my delicious hamburger
Yeah! Listen-me! Don’t eat on Bob`s!

Ronald is assassin
I love see you eat my food
Ronald is assassin
Come to hell with me
Assassin, assassin, assassin…

| Estatística |




on line



| Créditos |


Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Bravenet.com

LAYOUT BY CAFA ARREPENDIDO


Layout melhor visualizado em 800 X 600 pixels e I.E. 5 ou superior.



| sexta-feira, março 11, 2005 |


Era uma sexta-feira. Estava quente, 'um sol pra cada um'. Acordei cedo, fiquei quase que o dia inteiro na piscina. Já tava 'neguinha'. Tinha que estar às 5 da tarde em Laranjeiras. Fui de metrô, na maior tranquilidade.
Chegamos (meu ex-marido estava comigo) lá com folga, antes do horário marcado. Fiz minha ficha, liberei meu marido pro dentista (que era pertinho) e fui pro quarto. Fiquei lá assistindo TV.
As pessoas que iam me ajudar naquele dia começaram a chegar. Quem chegou primeiro foi o Henrik, depois a Vera, o Napoleão, e foram chegando.
Às sete da noite eu desci, ele ia chegar já já. Mas, 'atrasildo' que nem eu, só chegou às 10:58pm!
E foi assim que o João Pedro chegou. Numa paz que surpreendeu a todos. Não tinha ninguém nervoso, era só tranquilidade (e uma ansiedade natural de ver aquela 'carinha' logo!)
Isso aconteceu há cinco anos, no dia 02 de março de 2000.
Depois dele, minha vida nunca mais foi a mesma. E nem eu permaneci a mesma. É uma luz, uma coisa que te envolve e te faz ver a vida sob outro prisma. É um amor incondicional, recíproco, uma espontaneidade, que te joga pra cima e te dá uma força incrível, você de repente se sente capaz de superar qualquer problema!
Eu sou a pessoa mais afortunada do mundo. Eu não tenho carro, não tenho $$ no banco, mas eu tenho tanto amor, tanto, que é impossível guardar tudo no meu coração (e olha que ele é bem grande!).
Por isso eu amo as pessoas. Amo meu filho, minha família, meus amigos, meus colegas de faculdade, as pessoas com quem convivo e até as que não estão por perto, amo vocês todos, até quem eu não conheço! Sou uma pessoa que sorri, sempre.
Eu tenho que sair mais cedo pra trabalhar, sabe por quê? Porque sempre encontro pessoas no caminho, e paro pra 2 dedinhos de prosa. Converso com o jornaleiro, com o gari, com o bilheteiro!
A minha alegria reflete no brilho dos meus olhos, na minha pele, em tudo, é impressionante! E já percebi que o amor é contagioso, uma 'coisa'! Eu recomendo ;~)
Era pra ser um post só sobre o nascimento do meu filho, mas falar dele sempre me inspira. Mas tenho um mundo de coisas pra fazer, vou ter que ficar por aqui.
Um ótimo fim de semana pra todos vocês!


Postado por Tati às 11:55