| Eu por mim |

Rio de Janeiro
35 anos
capricorniana
mãe do Jota
FELIZ
bem-resolvida




| É passado... |


Por que os homens traem?
Pequeno Príncipe
The Second Day
Nasceu!


| Arquivos |


Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Julho 2006
Outubro 2006
Novembro 2009
Dezembro 2009


| Tô aqui também |

Reunião de Blogs
Metendo o Pau!


| Tops |

Aposentados
Bobby Bishop
Cafajeste (quase) Arrependido
Doutores da Alegria
Maldita Honey
Malvados
MusicalMente
Neurons & Shits
O que me define?
Pensar Enlouquece
Ponto Cego
Porta Curtas
Queer Closet
Quem no cosmos?
Se minha cama falasse...
Sopa de Letrinhas
Vai Chegando
ZeroK Begins





| A música do momento |


Ronald is Assassin
Search the Key

Fuck your health, fuck your body
Your life for me is not nothing
I want to vitiate you with my food

Come to hell with me
I love see you so heavy
Don’t see me like assassin
I am Ronald Mc`Donald and
I am just making my job

Please, come eat my delicious potato
Please, come eat my delicious hamburger
Yeah! Listen-me! Don’t eat on Bob`s!

Ronald is assassin
I love see you eat my food
Ronald is assassin
Come to hell with me
Assassin, assassin, assassin…

| Estatística |




on line



| Créditos |


Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Bravenet.com

LAYOUT BY CAFA ARREPENDIDO


Layout melhor visualizado em 800 X 600 pixels e I.E. 5 ou superior.



| quarta-feira, agosto 04, 2004 |


Se a gente se insinua, é uma mulher atirada;
Se a gente fica na nossa, tá dando uma de difícil.
Se a gente aceita transar no início do relacionamento, é uma mulher fácil;
Se a gente não quer ainda, tá fazendo doce.
Se a gente põe limitações no namoro, é autoritária;
Se concorda com o que o namorado diz, é uma lesa sem opinião.
Se a mulher batalha por estudos e profissões, é uma ambiciosa;
Se não tá nem aí pra isso, é dondoca.
Se a gente adora falar em política e economia, é feminista;
Se não se liga nesses assuntos, é desinformada.
Se a mulher corre pra matar uma barata, não é feminina;
Se corre de uma barata, é uma medrosa.
Se a gente aceita tudo na cama, é vagabunda;
Se não aceita, é fresca.
Se a gente ganha menos que o homem, é pra ser sustentada;
Se ganha mais que o homem, é pra jogar na cara deles.
Se a gente adora roupas e cosméticos, é narcisista;
Se não gosta, é desleixada.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada;
Se sai mais tarde, tá dando pro chefe;
Se faz hora extra, é gananciosa.
Se gosta de TV, é fútil;
Se gosta de livros, tá dando uma de intelectual.
Se a gente se chateia com alguma atitude dele, é uma mulher mimada;
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.
Se a gente quer ter 4 filhos, é uma louca inconseqüente
Se só quer ter 1, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se a gente gosta de rock, é uma doida chapadeira;
Se gosta de música romântica, é brega;
Se gosta de música eletrônica, é porra-loca.
Se a gente usa sainha curta, é vulgar;
Se usa saia comprida, é "crente".
Se a gente tá branca, eles dizem pra gente pegar uma corzinha;
Se tá bem bronzeada, eles dizem que preferem as mais clarinhas
Se a gente faz cena de ciúme, é uma neurótica;
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se a gente fala mais alto que ele, é uma descontrolada;
Se a gente fala mais baixo, é subserviente.
Se a gente recebe promoção, deu para o chefe (carreira vaginal)
Se a gente não recebe promoção, é incompetente.
E depois vem dizer que mulher é que é complicada...


Postado por Tati às 10:23